Utilização do Óleo Vegetal Isolante (OVI) em transformadores: benefícios e vantagens

Nos últimos anos, tem crescido o interesse do mercado de energia com os benefícios da utilização do Óleo Vegetal Isolante (OVI) em transformadores. Há várias concessionárias de distribuição de energia elétrica brasileiras, que fizeram ou estão em estudos avançados para a conversão de 100% dos transformadores de distribuição aérea para o óleo vegetal, pode-se considerar que isto é uma tendência.

Tanto a Enel – São Paulo (Eletropaulo) como a Light do Rio de Janeiro já estão em fase de estudos para essa substituição. Para se ter uma ideia, o grupo CPFL, que hoje comporta várias empresas e tem SP e RS como maiores pontos de energia decidiu que, a partir do ano de 2019, todo transformador de distribuição de energia – esses que vemos nos postes -, seriam isolados e preenchidos com o óleo vegetal isolante ao invés do até então utilizado óleo minera, ou seja: a conversão. Eles determinaram que todos os transformadores de distribuição de postes (distribuição aérea), adquiridos no mercado a partir daquela data, deveriam utilizar exclusivamente OVI. Portanto, hoje todos os transformadores instalados pelo o grupo CPFL Energia em seu sistema de distribuição, são obrigatoriamente com OVI. Neste caso específico, o óleo vegetal é o fabricado e comercializado pela Cargill, “Envirotemp – FR3”.

Vantagens e benefícios de adotar um transformador com óleo vegetal

O óleo vegetal é um fluido ecologicamente amigável e biodegradável

É uma tendência ambientalmente amigável que está sendo cada vez mais valorizada no mercado.

Segurança e prevenção de incêndios

 Outro ponto de bastante importância é o fato do OVI ser classificado pela norma ABNT – NBR-13.231 como fluido resistente ao fogo e de alto ponto de combustão classe K, ou seja, que não propaga incêndio, uma vez que há vário casos de explosão em transformadores de distribuição aérea com o óleo mineral, o que já não ocorre com o vegetal. Portanto, o OVI minimiza ao máximo o risco de incêndio e explosão, sendo extremamente recomendável sua utilização em transformadores instalados em locais de difícil combate ao incêndio, bem como com grande circulação de pessoas, tais como rede de distribuição aérea, hospitais, metrôs, plataformas de petróleo, etc.

Atendimento à norma NBR 16518

Ref: Óleo Vegetal Isolante para equipamentos elétricos; Diretrizes para supervisão e manutenção.

É um guia de manutenção específico para óleo vegetal; trata dos mesmos temas do da NBR- 10.576 (para óleo mineral), contendo os cuidados com a operação e manutenção dos transformadores, além das especificações técnicas de recebimento, armazenagem, ensaios e limites aceitáveis para a manutenção e operação dos transformadores enchidos com OVI, que passará a ser cada vez mais requisitada pelo mercado.

 

Tais vantagens abriram uma possibilidade de serviços em óleo vegetal isolantes. Os transformadores em OVI vão acabar saindo do sistema ou por envelhecimento ou por falha. A Trafocare desponta no mercado como uma referência em uma série de serviços que incluem a Análise Físico-química e Cromatográfica (AGD); o tratamento de termo vácuo; substituição do óleo mineral por OVI; e toda a gama de serviços de manutenção que são necessários para transformadores em óleo mineral também são no óleo vegetal.

Todos os serviços que a Trafocare presta para manutenção preventiva do óleo, preditiva e corretiva que fazemos para o Óleo Mineral Isolante (OMI) também se estende para o óleo vegetal. A diferença é que como o OVI é de base diferente, ele requer equipamentos exclusivos para evitar contaminação cruzada e um diagnóstico diferenciado das condições de oxidação do óleo, porém todas as ferramentas de manutenção preventiva, preditiva e corretiva que você utiliza no óleo mineral, também usará para o óleo vegetal. Com isso, há uma série de demandas crescentes para substituição dos transformadores que originalmente foram fabricados e preenchidos com o óleo mineral e estão solicitando a substituição para o óleo vegetal.

Substituição do OMI por OVI em transformadores em operação: uma questão de segurança e ambientalmente amigável

Há muitos transformadores em operação nos diversos segmentos brasileiros, principalmente na área industrial, transportes, metrô, CPTM, shoppings centers e etc., que foram instalados inadequadamente com óleo mineral e que agora se tem necessidade de se adequar às melhores práticas do mercado. Com isso, surge uma crescente procura para a substituição deste óleo mineral por óleo vegetal destes transformadores, o que pode ser efetuado nas próprias instalações do cliente com uma parada programada relativamente curta, evitando a necessidade de levá-los pra oficinas de reforma.

A Trafocare desenvolveu os procedimentos técnicos para execução destes serviços, através de know-how próprio e com base nas especificações técnicas de vários fabricantes de OVI no mercado brasileiro. Vale ressaltar que apesar de se tratar de um processo simples, há que se ter um procedimento bem específico e rigoroso, a fim de se garantir a eficiência do serviço, que é determinado pelos ensaios FQ e CR em amostras retiradas imediatamente e 90 dias após a substituição do óleo, sendo que os resultados comprovem o enquadramento nas especificações da NBR-16.518, especialmente no ensaio de  ponto de Fulgor/Combustão, que conferem e reclassificam o transformador como resistente ao fogo (Classe K). Nossos procedimentos foram embasados nos documentos fornecidos  pela Cargill, que hoje é a maior fabricante de óleo vegetal do mundo, com a marca Envirotemp-FR3.

A Cargill possui, portanto, todos os procedimentos técnicos desenvolvidos nos Estados Unidos já há alguns anos, onde desenvolveu-se toda a tecnologia para a realização do serviço de substituição do fluido de maneira eficiente, ecologicamente correta e preservando as condições operacionais e de vida útil do transformador.

Desta forma, a Trafocare está prestes a fazer parte das empresas que a Cargill recomenda para execução destes serviços, já com alguns casos de sucesso onde houve a substituição do óleo mineral pelo vegetal seguindo estes procedimentos que a Cargill desenvolveu.

Saiba mais sobre serviços e manutenção de transformadores elétricos em: https://trafocare.com.br/.

Leave a Comment